A regulação emocional, o reconhecimento de sinais expressivos de emoção em outras pessoas e a forma como nos sentimos e mostramos nossas próprias emoções são temas frequentes em psicoterapia, dada a sua importância para a comunicação e as relações sociais. Visando maior adesão ao tratamento, o Baralho das emoções: representação e psicoeducação na versão para crianças e adolescentes e na versão para adultos e idosos, ilustram, respectivamente, meninos e meninas brancos e negros e, mulheres e homens brancos e negros em versões de pessoas adultas e idosas. Além disso, ambos os baralhos também dispõem de cartões de psicoeducação que explicam as emoções, suas funções e os contextos em que ocorrem, além de pistas expressivas e pensamentos ou falas frequentes. Os baralhos podem ser usados tanto individualmente, quanto em grupo e fornecem, ainda, exemplos de casos clínicos e anexos para download.
As emoções envolvem alterações fisiológicas, expressões faciais e corporais e interpretações subjetivas. E, embora sejam divididas como positivas ou negativas, todas as emoções são importantes e desempenham alguma função. Com o auxílio dos baralhos, o terapeuta pode trabalhar com os clientes o reconhecimento bem como o treino das expressões que indicam as emoções, permitindo que eles desenvolvam autoconsciência sobre suas emoções.
 
BARALHO DAS EMOÇÕES: CRIANÇAS E ADOLESCENTES
As emoções têm um papel importante no desenvolvimento humano e social. Não saber identificar que emoções sentimos ou mostrar intensidades exageradas/rebaixadas de emoções ou, ainda, identificar como alguém se sente ou como interpretar expressões faciais e físicas em outras pessoas são temas frequentes que precisam ser trabalhados em psicoterapia com crianças e adolescentes. A fim de auxiliar a desenvolver os aspectos emocionais dos clientes, especialmente na presença de condições clínicas como transtornos do desenvolvimento ou alexitimia que podem tornar ainda mais difícil identificar e expressar emoções, foi criado o Baralho das emoções: representação e psicoeducação para crianças e adolescentes. Este rico instrumento para a prática clínica é composto por cartas que ilustram as emoções universais, suas diferentes intensidades e emoções sociais, bem como por cartões para psicoeducação.
Esta ferramenta é voltada para o público infantil e juvenil, servindo para uso clínico, de saúde ou educacional, como técnica complementar para autoconhecimento e para desenvolvimento das capacidades de expressar, reconhecer e regular emoções em crianças e adolescentes até 18 anos.
 
BARALHO DAS EMOÇÕES: ADULTOS E IDOSOS
Instrumento inédito publicado no Brasil, o Baralho das emoções: representação e psicoeducação para adultos e idosos visa auxiliar no trabalho com as emoções, facilitando sua identificação, a psicoeducação e o treino de emissão e de regulação com adultos e idosos. Nesta importante ferramenta para a prática clínica, as cartas ilustram homens e mulheres, com versões de pessoas adultas e idosas, representando emoções universais e sociais, bem como os cartões de psicoeducação.
Tendo em vista que os clientes dessa faixa etária têm padrões e expressões emocionais distintas das crianças e dos adolescentes, este baralho foi criado para que, a partir das ilustrações verossímeis, haja adesão ao tratamento. Além disso, inclui a carta "cansaço", que, ainda que não seja uma emoção, é uma queixa frequente em quadros clínicos como a depressão.
    • Encontre por Idade: Para Profissionais
AUTORA
Sabrina Martins Barroso
Psicóloga. Especialista em Desenvolvimento Humano pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Avaliação Psicológica pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP 04) e em Terapia Cognitivo-comportamental pela Faculdade Metropolitana. Mestre em Psicologia pela UFMG. Doutora em Saúde Pública pela UFMG. Professora do departamento de Psicologia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Autora/organizadora de diversos artigos, capítulos e livros sobre avaliação psicológica, saúde mental, psicologia geral, intervenção em abordagem cognitivo-comportamental e pesquisa em psicologia. Autora do jogo Memorex, material terapêutico para intervenção cognitiva, do Jogo da resiliência, voltado para o desenvolvimento da resiliência e capacidade de resolução de problemas, dos cards clínicos Intimidade e sexualidade na maturidade: 100 perguntas para a clínica com idosos e dos baralhos clínicos Baralho de vivências e reações a violência/bullying na escola e Baralho das emoções: representação e psicoeducação para crianças e adolescentes e Baralho das emoções: representação e psicoeducação para adultos e idosos.

Comentários

Este produto ainda não foi avaliado. Seja o primeiro a comentar.

Todos os comentários